TEATRO: CURSO TÉCNICO OU FACULDADE?

Fazer uma faculdade de teatro ou não fazer uma faculdade de teatro? Eis a questão!

É muito comum para quem tem o sonho em seguir a carreira em Artes Cênicas, ficar na dúvida na hora de escolher o tipo de formação mais indicada para seus objetivos profissionais. Vale a pena investir em uma graduação ou seria melhor tentar um curso técnico de teatro?

A dúvida já começa às vezes até no entendimento da carreira e na definição de Artes Cênicas. Se este for o seu caso, recomendamos que você leia primeiro o artigo em que explicamos o que são as Artes Cênicas.

No entanto, a dúvida maior é quais são as diferenças entre um curso profissionalizante de teatro e uma graduação em Artes Cênicas e quais são suas vantagens e desvantagens.

Abaixo, nós separamos seis tópicos para você entender melhor como funciona cada um, e decidir de uma vez por todas qual é melhor para você: curso técnico ou faculdade. Confira:

CURSO TÉCNICO

MODALIDADE E FORMAÇÃO

Os cursos técnicos são programas de nível médio de ensino. São focados em conhecimentos mais específicos, geralmente mais práticos, como a formação de atores.

CARGA HORÁRIA

Costumam ter curta duração, geralmente de dois anos, com carga horária semanal de 15 a 20 horas.

PERFIL DO ALUNO

Para poder se matricular em um curso técnico é preciso ter concluído ou estar cursando o ensino médio. Costumam buscar o curso pessoas que desejam se profissionalizar na carreira de ator ou atriz, mas também tem aqueles que querem apenas aprofundar seus conhecimentos, em alguns casos, para desenvolvimento pessoal.

PROCESSO SELETIVO

Para o seu ingresso nele, pode ou não ser exigida a aprovação em processo seletivo.

DRT

Os cursos técnicos que são regidos pelo Ministério da Educação dão direito ao DRT (registro profissional) sem a necessidade de passar por bancas avaliadoras externas ou pagar taxas adicionais.

ENSINO GRATUITO

Algumas opções de cursos técnicos gratuitos são:

Escola de Artes Dramáticas (EAD-USP),

Etec das Artes (SP),

Teatro Universitário (Curso Técnico de Ator- UFMG),

Escola de Artes Augusto Boal (SP),

Técnico em Teatro- Colégio Estadual do Paraná (PR),

Curso técnico de teatro musical SESI (SP),

SP Escola de Teatro (SP).

GRADUAÇÃO

MODALIDADE E FORMAÇÃO

Se enquadram no nível superior de ensino. Há dois tipos de graduação: bacharelado e licenciatura.

Com aulas teóricas e práticas, a graduação consegue oferecer uma formação mais abrangente e generalista, pois tem uma carga maior de horas. Assim, formam-se artistas-pesquisadores, habilitados para atuar em qualquer carreira no teatro.

Além disso, uma formação de nível superior lhe permite tentar, posteriormente, formações de níveis maiores, como mestrados e doutorados.

CARGA HORÁRIA

Os cursos são de longa duração, normalmente de quatro anos e com carga horária semanal que varia entre 20 horas até 40 horas.

PERFIL DO ALUNO

Geralmente o perfil dos alunos que buscam a graduação em Artes Cênicas, consiste em pessoas que concluíram o ensino médio e foram aprovadas no exame vestibular, interessadas em atuar profissionalmente como artistas.

PROCESSO SELETIVO

Para o ingresso no curso é exigida a aprovação em processo seletivo específico chamado de exame vestibular.

DRT

Dá direito ao DRT (registro profissional) sem a necessidade de fazer avaliações externas pelo SATED ou pagar taxas adicionais.

ENSINO GRATUITO:

Algumas opções de graduações gratuitas são:

Universidade Estadual de São Paulo (UNESP),

Universidade de São Paulo (USP),

Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP),

Universidade Federal da Paraíba (UFPB),

Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP),

Instituto Federal do Ceará (IFCE),

Universidade Federal da Bahia (UFBA),

Universidade Federal de Uberlândia (UFU),

Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (Unirio),

Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ),

Universidade Federal de São João Del Rei (UFSJ),

Universidade Estadual de Santa Catarina (UDESC),

Universidade Estadual de Londrina (UEL),

Universidade Estadual de Brasília (UnB),

Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD),

Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

Deu para perceber que existem algumas diferenças fundamentais entre o curso técnico e a faculdade, não é mesmo?

Como ambos dão direito ao DRT, a escolha de qual é a melhor opção para você fica por conta de outros critérios. O curso técnico de teatro é para quem busca uma formação mais específica e de duração mais curta. Já a graduação é para quem busca um diploma de nível superior e quer uma formação mais generalista a fim de que possa atuar em mais de um campo das Artes Cênicas.

Se você pretende prestar o vestibular de Artes Cênicas, confira o nosso curso Projeto Cênicas voltado para a Prova de Habilidade Específicas.

6 Thoughts on “TEATRO: CURSO TÉCNICO OU FACULDADE?”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *