Olá, este é o blog do Território da Arte.

Gostaríamos de te dar boas-vindas a essa nova casa na internet. Criamos esse espaço como mais uma forma de dividir conteúdos e reflexões sobre o fazer artístico contemporâneo.

Nossa área de atuação são as Artes Cênicas e nós acreditamos que o teatro vai mudar o mundo.

O que são as Artes Cênicas:

Muitas se perguntam o que são as Artes Cênicas.

Artes cênicas é o nome que se atribui a área de conhecimento que abrange o campo das artes chamadas performativas ou artes da cena englobando algumas linguagens ligadas a representação e a performatividade como o teatro, o circo, a performance e algumas formas da dança.

Apesar da pluralidade conceitual, o termo geralmente é relacionado a prática teatral, se ligarmos a palavra de cena a ideia de ação que acontece ao vivo e diante de uma plateia.

Mas as artes cênicas e teatro são a mesma coisa?

Não necessariamente.

As artes cênicas devem ser entendidas como um conjunto no qual a arte teatral se abriga, lembrando que teatro também contém em si mais de uma definição, a do edifício e a ideia de representação, se analisarmos seus sentidos mais tradicionais. Como assim mais tradicionais?

A seguir trataremos a definição do termo teatro e juntos entenderemos melhor seu afastamento e aproximação do conceito de representar.

A origem grega da palavra teatro, “theatron”, definia o espaço no qual os espectadores assistiam as encenações, ou seja, um lugar para ver.

Podemos ir além se pensarmos que o acontecimento cênico muitas vezes resulta da orquestração de linguagens diversas: temos música na trilha sonora, visualidades no cenário e no figurino, dança nas movimentações pelo espaço e estilização dos gestos, literatura quando há texto – isso para resumir de um modo simples como várias outras linguagens encontram espaço na obra teatral pois, se adentrássemos a diversidade de linguagens cênicas a lista se multiplicaria certamente.

Durante muito tempo a noção de ação teatral estava relacionada a representação dos conflitos e da condição humana. O conceito de mímesis teatral parte da pretensão de recriar o jogo social em cena para que o público possa , assim, apreender a realidade.

Com o surgimento da performance, manifestação artística expressamente difundida a partir da década de 1960, a arte começa a questionar-se profundamente sobre a ideia da ação artística como representação, ou mímica da realidade.

Tal ponto de vista estabelecia uma crítica e propunha também uma estratégia de desestabilização dos espaços pré concebidos para a arte como museus, galerias e teatros.

Assim, a fronteira entre arte e vida começou a diminuir.

A performance, propõe, portanto a ação artística como uma ressignificação do tempo e do espaço. Neste sentido, conecta-se com noções de teatro político já que esta ação deixa se ser apenas uma representação, mas pretende interferir na vida cotidiana.

Por isso a noção de artes cênicas, tratada em consonância com a arte contemporânea vai muito além da imitação da vida como fora proposto em linguagens teatrais como o realismo e o naturalismo.

No período atual observamos uma expansão de linguagens das frentes artísticas que cada vez mais dialogam umas com as outras, borrando suas fronteiras e expandindo suas manifestações para espaços tidos como não convencionais. Neste contexto o teatro definitivamente se afirma como espaço de transformação social e reconfiguração das formas de estar no mundo.

E é a partir deste fundamento que este blog encontra na arte um sentido: questionar, desestabilizar e transformar. Acreditamos em um fazer artístico que atravesse os seres humanos e seus afetos em relação ao mundo. Acreditamos que vez encontrado pela arte, o ser humano se revoluciona e transforma a realidade.

A arte vai mudar o mundo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *